Bom dia, Quarta Feira 19 de Junho de 2024

Agro

Ceifar® reduz perdas em até 110 kg/ha e marca uma nova era na cultura do gergelim

Publicado em 10 de Junho de 2024 ás 09:59 , por DA REPORTAGEM

Um novo divisor de águas na cultura do gergelim. Essa é a visão de diversos produtores de Canarana e região sobre o Ceifar®, o adjuvante de calda selador de vagem desenvolvido pela Síntese Agro Science. O que mais chama a atenção é sua eficiência quanto à redução de perdas na colheita do cereal.

O Ceifar® é um produto à base de cola natural, que ajuda a ‘colar’ a cápsula do gergelim, reduzindo assim as perdas. De acordo com o gestor da Síntese em Canarana, Keller dos Santos, a aceitação do produto pelos produtores tem sido extremamente positiva nesta safra. Em algumas áreas, a redução chegou a 110 quilos por hectare.

“Como o gergelim abre por conta da sua característica fisiológica, ao fazer a aplicação do produto é possível reduzir essa abertura, diminuindo as perdas. Nós conferimos de perto o plantio em algumas fazendas e o resultado na colheita foi esse: acima dos 100 quilos por hectare”, aponta Keller.

Esse aumento na produtividade pode ser constatado pelo produtor rural Túlio. O produto foi testado e aprovado na Fazenda Formosa, do grupo Telles. “Vimos de perto essa diferença (na produtividade), realmente deu resultado. O Ceifar® veio para revolucionar a cultura do gergelim, e eu tenho certeza que isso vai impulsionar ainda mais a importância de Canarana no mapa do agronegócio não apenas em nível Mato Grosso, mas sim em nível Brasil”, afirma o produtor.

Keller reitera que foram feitas diversas repetições, e em todas atingiu-se essa diferença superior a 100 kg/ha. “A nossa tecnologia embarcada no Ceifar®, e em tantos outros produtos das linhas voltadas ao gergelim, constata o quanto temos tido êxito no desenvolvimento daquilo que realmente vai trazer soluções ao produtor. Por isso, investimos em pesquisa para que o gergelim seja a nova fronteira agrícola, se igualando, ou até mesmo superando, ao destaque que soja e milho possuem atualmente”, completa.

Mas o otimismo tem sentido. Canarana é a maior produtora nacional de gergelim, respondendo por quase 50% da área total destinado à cultura, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Na safra 2023/24, a expectativa do mercado é dobrar a produção em relação à temporada anterior, quando foram colhidas 174 mil toneladas, em uma área de 361 mil hectares – 300 vezes mais do que se plantava há 10 anos.

Para se ter uma ideia do quanto tem sido rentável plantar gergelim, o preço médio da tonelada para exportação varia entre 1,4 mil e 1,5 mil dólares, o que garante boa margem de rentabilidade ao produtor.

As exportações de gergelim subiram de 42 mil toneladas (2022) para mais de 151 mil toneladas (2023), um aumento de 257%. A Índia é o principal destino do gergelim brasileiro, com 53,7 toneladas, conforme dados do IBRAFE. Outros importantes mercados consumidores são Turquia, Guatemala e Arábia Saudita. No mundo, a produção do gergelim dobrou na última década, saltando de 10 para 20 milhões de toneladas.

Linha Indicum Síntese

Em janeiro, durante a Dinetec 2024, a Síntese Agro Science apresentou uma linha com mais de 9 produtos específicos para o gergelim, desde fertilizante mineral simples, misto ou organomineral, até o Ceifar®.

“Para garantir maior produtividade no campo, a Síntese trabalha com 3 vertentes de produtos: Nutri, Bio e Spray. O Vital®, por exemplo, foi desenvolvido com enzimas “exclusivas” extraídas de cepas selecionadas da cultura em anos anteriores, para podermos levar uma melhor interação com a planta do gergelim. Estou falando de produtos desenvolvidos e pensados exclusivamente para a cultura. Isso economiza o investimento em fertilizantes químicos, com uma pegada mais sustentável”, afirmou à época o gerente comercial da Síntese Agro Science, Carlos Corniani.

Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.